Reflexão Sobre O Profeta Jonas

A Missão de Jonas

Não sei quem disse a frase: “Todo batizado é missionário”. Mas pegando esse gancho quero refletir sobre a missão do profeta Jonas.

Uma vez que, sendo profeta e designado para um serviço de pregação de conversão, ele simplesmente, em seu íntimo, recusou a tarefa e fugiu.

Desse modo, ele colocou em perigo a vida de milhares de pessoas e principalmente a vida das pessoas que estavam mais próximas dele: os marinheiros.

Serve Pra Nós

Nós somos batizados, portanto somos missionários. Devemos levar àqueles que precisam uma palavra de fé, coragem, de conversão e a presença de Deus no coração de cada um que encontrar. 

Ao fugir dessa tarefa e partir para outro rumo, certamente colocaremos em risco nossas vidas e as das pessoas que cruzarem nosso caminho.

O Barco Em Meio A Tempestade

Nós, desde o catecismo, sabemos que a Santa Igreja é chamada de Barca de Pedro. 

A nossa primeira Igreja, a Igreja Doméstica, nossa Pequena Barca, da qual temos que receber dela nossa catequese, nosso alimento espiritual de união, fraternidade, respeito e, acima disso tudo, Deus, sempre estará em perigo quando nos recusamos a falar Dele.

As pessoas da nossa casa, esposa, esposo, filhos, parentes, são os marinheiros e nós os colocamos em risco direto ao nos recusarmos a ser missionários em nosso lar. 

Sem contar a comunidade da qual participamos e que podemos chamá-la de Nínive local.

Mesmo que não fale o dia inteiro de Deus mas as minhas atitudes devem refleti-lo.

Pode ser por isso que muitas famílias andam destroçadas, cheias de problemas espirituais e temporais. 

De repente o profeta dessa família abandonou a missão como Jonas e ainda não percebeu.

Deixe uma resposta